Nesta segunda-feira (3/8), com a presença da Pró-reitora de Assuntos Estudantis da FURG, Daiane Gautério, e da direção do Campus FURG-SAP, acadêmicos, técnicos e docentes, ocorreu o lançamento do projeto “Inclusão da Diversidade em Santo Antônio da Patrulha” que contará com a participação de estudantes e de uma equipe multidisciplinar constituída servidores do Campus FURG-SAP.

O projeto com duração de 16 meses, irá até o final de 2022 nessa primeira etapa. Tem por objetivo avaliar as políticas públicas de inclusão na diversidade e suas aplicações no município onde a Universidade Federal do Rio Grande (FURG) conta com um campus regional (Campus FURG-SAP). Visa também sensibilizar à comunidade e promover ações concretas para uma maior inserção dos alunos com necessidades especiais, comunidade LGBT e mulheres em situação de vulnerabilidade social.

Segundo Alini Mariot, intérprete de Libras, atual coordenadora do Núcleo da Pró-reitoria Estudantil (PRAE/FURG-SAP) no Campus FURG-SAP e proponente do projeto, a metodologia envolverá encontros e formações com a comunidade, oferecimento de cursos de capacitação voltados às políticas pública inclusivas, reuniões sistemáticas com representações de vários segmentos da população, oficinas para a produção de materiais didáticos, oficinas de sensibilização dos estudantes em prol do ensino da Química, fomento de atividades práticas de Química para os acadêmicos e elaboração de vídeo/curta metragem sobre a temática da proposta.

Ainda conforme Aline, que realiza desde 2018 ações visando uma cidade mais inclusiva e empática, com respeito pelas diferenças para promoção do desenvolvimento econômico e social, constata-se atualmente a necessidade de avançar ainda mais em iniciativa relacionadas à diversidade e inclusão para a conquista efetiva de resultados concretos e permanentes no município. Por isso, a iniciativa buscará discutir com a comunidade as dinâmicas sociais e as lógicas culturais relacionadas às políticas públicas de inclusão, bem como implementar ações com apoio de diferentes setores da sociedade para uma maior inclusão das mulheres, da comunidade LGBT, dos alunos com necessidades específicas.