Em 14 de novembro de 2019, após assembleia realizada na praça da Matriz, em Porto Alegre, professores da rede estadual de ensino aderiram à uma greve para protestar contra o pacote de medidas apresentadas pelo governo Eduardo Leite (PSDB) que afetam o plano carreira do magistério e, também, os aposentados. Com o objetivo de não prejudicar os estudantes que, de alguma forma, tiveram seu cronograma letivo afetado pelas paralisações, a FURG realizará matrículas provisórias para os ingressantes no primeiro semestre de 2020 que se encontram nessa situação de último ano letivo do ensino médio ainda não encerrado. Os alunos oriundos de escolas que cumpriram o calendário integralmente não terão esta prerrogativa.

Para isso, será necessário que a escola de origem do estudante ateste que o mesmo se enquadra na condição de "provável concluinte – referente ao ano de 2019", contendo a possível data de conclusão, bem como o turno em que o aluno frequenta, a fim de evitar conflito com os horários das disciplinas que serão cursadas na FURG.

A confirmação da matrícula se dará com a entrega do documento original de Certificado de Conclusão do Curso (e cópia simples) no prazo máximo de 03 de julho de 2020 . A não apresentação desta documentação dentro dos prazos estabelecidos pela Universidade acarretará no desligamento do estudante.